FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

Alerta: perda auditiva agrava o risco de quedas

A perda auditiva não afeta apenas a comunicação e interação com as pessoas. Também apresenta sérios riscos à segurança. Quem tem problemas de audição enfrenta um risco maior de cair, o que pode resultar em lesão cerebral traumática. Neste post explicaremos a relação entre a perda de audição e risco de quedas e o que fazer para evitar tombos devastadores.

Em geral, qualquer queda pode ser perigosa para a saúde e o bem-estar. E não é apenas devido a danos físicos. Também pode haver trauma significativo para o cérebro, mesmo que a queda não pareça muito grave ou se não houver sintomas imediatamente.

A perda auditiva agrava o risco de quedas que levam à fraturas e hospitalização. Idosos comumente apresentam fraturas cranianas ou em outros ossos do corpo após uma queda. Além disso, cair também cria um pesado fardo emocional para pessoas acima de 65 anos. Eles temem cair por causa do risco de lesões, mas também por causa do constrangimento e do desejo de permanecer independentes. Eles podem, inclusive, limitar as atividades sociais por causa desse medo, o que resulta em declínio físico e isolamento social.

 

 

Por que a perda de audição aumenta a chance de quedas?

Estudos comprovam que pessoas com perda auditiva leve tem três vezes mais chance de ter quedas do que pessoas sem perda auditiva. E a cada 10dB de aumento na perda auditiva, o risco de queda aumenta em 1,4, ou seja, as perdas de audição mais significativas agravam ainda mais essa condição. As pesquisas revelam ainda que um em cada três adultos acima de 65 anos caem e sofrem traumas, fatais e não fatais.

A ligação entre perda de audição e risco de quedas se dá em razão de que pessoas com problemas auditivos têm uma percepção reduzida dos sons ambientes (como não ouvir outra pessoa se aproximando, por exemplo); e devido à própria dificuldade em ouvir, elas têm o cérebro sobrecarregado, tentando manter o equilíbrio e a marcha, escutar e processar os sons.

 

Aparelhos auditivos como aliados

Muitos casos de quedas em idosos podem ser prevenidos. Médicos aconselham a prática de exercícios, o monitoramento do uso de medicamentos que causam tontura e avaliações auditivas regulares.

Além disso, a perda de audição e risco de quedas podem ser reduzidos com o uso de aparelhos auditivos, que geram maior consciência do que está ao redor e contribuem para a manutenção do equilíbrio. Esse ganho se dá porque, quando devidamente equipada com aparelhos auditivos, a pessoa fica em sintonia com o ambiente e menos suscetível a quedas. Ao mesmo tempo, a melhora da audição pode prevenir a sobrecarga do cérebro causada pela perda auditiva.

Os aparelhos auditivos também ajudam a distinguir sons sutis e sua direção. Por exemplo, um usuário de aparelho auditivo pode ouvir melhor se outra pessoa ou animal de estimação se aproximando e reduzir a chance de cair devido a uma colisão surpresa ou tropeço.

Se você ficou preocupado sobre como a perda auditiva agrava o risco de quedas, marque agora mesmo uma avaliação auditiva gratuitamente para você ou um familiar ou amigo. Lembre-se de que promover o correto diagnóstico e tratamento são de extrema importância para a preservação da vida.

 

Sem comentários
Publicar um comentário
Name
E-mail
Website

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

No momento a Comunicare não conta com unidades de atendimento na sua região.

Navegue em nosso site e compre online pilhas e acessórios com entrega gratuita acima de R$ 199,00 em todo o Brasil.