como funciona o ouvido

Saiba como funciona o ouvido e por que ele é tão sensível!

Para saber como funciona o ouvido, é preciso, primeiro, entender o que é o som. Ele é produzido pela vibração de um objeto em uma matéria, que provoca um movimento de partículas na atmosfera. Essas, por sua vez, movem outras ao redor delas e transportam a vibração pelo ar por meio de ondas sonoras.

O ouvido recebe e codifica essas ondas transformando-as em informações que são enviadas para o cérebro. Ele é um órgão capaz de perceber desde sons quase imperceptíveis até os muito fortes, e diferenciar volumes e a distância, identificando, ainda, a direção de uma fonte sonora com exatidão.

Neste artigo, vamos comentar sobre o funcionamento do ouvido, abordando as suas estruturas, as funções de cada parte integrante e os cuidados que devem ser observados para manter uma audição saudável e evitar agravamentos das deficiências já instaladas. Continue a leitura para saber mais!

Como funciona o ouvido?

O ouvido é composto por órgãos que permitem a percepção dos sons por meio da transmissão de ondas sonoras ao cérebro, para que sejam convertidas em informação, criando, dessa forma, a sensação de audição.

O sistema auditivo também atua na fala e no equilíbrio. Ele é subdividido em ouvido externo, médio e interno. Para que o som seja ouvido e interpretado pelo cérebro, ele faz o seguinte percurso:

  • o som captado é rebatido nas dobras do ouvido externo, que servem para definir com precisão a direção do sinal recebido;
  • a onda sonora segue pelo canal auditivo e leva a informação até o ouvido interno;
  • o som provoca uma vibração no tímpano, que, por sua vez, repassa-a para três ossículos (martelo, bigorna e estribo), que a amplificam em até 22 vezes.

Ouvido externo

Localiza-se na parte externa da orelha (aurícula), que é a estrutura visível do ouvido, e tem formato de caracol. O ouvido externo é composto pelo pavilhão auricular e pelo canal auditivo, com a função de captar as ondas sonoras e enviá-las às membranas timpânicas.

É no canal auditivo que é produzida a cera de ouvido, com funções essenciais para a nossa saúde. Embora seja considerada indesejável, ela protege o ouvido da ação de corpos estranhos e da água, evitando que entrem em conato com a parte interna e prejudiquem estruturas fundamentais do aparelho auditivo.

Dessa forma, é importante não utilizar cotonetes na parte interna dos ouvidos, já que há um risco de empurrar a cera para o canal auditivo e atingir o tímpano. Ela não precisa ser retirada, pois o ouvido tem um sistema de autolimpeza, eliminando naturalmente os excessos.

Ouvido médio

O ouvido médio é um espaço cheio de ar e separado da parte externa pelo tímpano, conectando-se com a garganta por meio da tuba auditiva (trompa de Eustáquio). Ele é composto por 3 ossículos que formam uma ponte entre o tímpano e o ouvido interno. Ao vibrar em resposta aos movimentos do tímpano, amplifica e conduz o som ao ouvido interno por meio da cóclea.

Powered by Rock Convert

O tímpano é o único componente sensitivo no ouvido. As demais partes têm apenas a função de transportar a informação coletada. Ele é um pequeno pedaço de pele fina, em formato de cone, com 10 milímetros de largura e localiza-se entre o canal auditivo e o ouvido médio.

Essa pequena camada de pele funciona como um diafragma. As compressões e rarefações da onda sonora empurram a membrana para frente e para trás. As ondas sonoras mais altas a movem de forma mais rápida e sons mais baixos a movimentam por uma distância maior.

O tímpano também serve para proteger o ouvido interno de exposições prolongadas a ruídos graves e altos. Além disso, ele ajuda na concentração da audição, pois mascara esses ruídos.

Ouvido interno

O ouvido interno é composto pela cóclea, uma estrutura com formato de caracol, e pelo labirinto, com três canais semicirculares. A cóclea é a parte essencial do sistema auditivo. Ela é formada por mais de 15.000 células ciliadas, que vibram de acordo com o som.

Quando os ossículos (martelo, bigorna e estribo) conduzem o som até essa região, o líquido move-se e estimula as células nervosas. Por meio dos nervos auditivos, elas enviam os impulsos elétricos em direção ao cérebro, em que os sons são interpretados.

Quais as formas de prevenção e os cuidados essenciais com os ouvidos?

Os ouvidos são órgãos muito sensíveis, que, além de permitirem o sentido de audição, são responsáveis pelo equilíbrio do corpo. Dessa forma, é essencial protegê-los, pois, com o envelhecimento natural, eles sofrem uma perda na capacidade funcional, que provoca perdas auditivas.

Para preveni-las e manter a saúde do órgão, alguns cuidados devem ser tomados ao longo da vida, como:

  • utilizar proteção auricular em locais com sons muito altos;
  • fazer exame de audiometria anualmente — especialmente as pessoas que trabalham em ambientes com poluição sonora;
  • não utilizar cotonetes na região interna do ouvido — para evitar que o cerume seja empurrado para a parte interna;
  • não retirar a cera dos ouvidos — ela é importante para proteger de agentes externos e infecções;
  • consultar um profissional habilitado periodicamente;
  • evitar volumes altos no fone de ouvido — o aconselhável é um som de 85 dB por, no máximo, 45 minutos;
  • assoar suavemente o nariz (um lado de cada vez) 2 vezes ao dia — isso evita a entrada de secreções que podem causar perda auditiva, pressão nos ouvidos, zumbido e dor.

Além desses cuidados, é importante consultar periodicamente um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo quando perceber qualquer alteração na audição. A utilização de aparelho auditivo é outra forma de cuidar da saúde auditiva, já que o dispositivo evita o agravamento de deficiências na audição e melhora a qualidade de vida dos pacientes.

Conforme verificamos ao longo deste artigo, o ouvido é um órgão essencial para captar os sons e enviá-los ao cérebro. Por ser muito sensível, requer cuidados especiais e exames periódicos para garantir a qualidade da audição e evitar agravamentos de alterações auditivas.

Gostou de saber como funciona o ouvido? Então, deixe o seu comentário e compartilhe as suas dúvidas!

Sem comentários
Publicar um comentário
Name
E-mail
Website