FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

A perda auditiva é uma situação mais comum do que se imagina. No Brasil, mais de 10 milhões de pessoas sofrem com algum nível de perda de audição. Apesar de os idosos serem os mais acometidos, a dificuldade em ouvir atinge indivíduos de todas as idades.
Mesmo sendo uma situação recorrente, é comum que aqueles que convivem com a redução da audição demorem a procurar ajuda e a aceitar a condição por vergonha. Esse comportamento pode ser prejudicial, uma vez que, quanto antes houver um diagnóstico e um tratamento, melhor.
Se você está passando por isso, o texto de hoje foi escrito especialmente para ajudá-lo. A seguir falaremos sobre alguns tabus que envolvem a perda auditiva como a dificuldade em procurar ajuda, a vergonha do aparelho e como as novas tecnologias podem auxiliar você a viver melhor. Acompanhe!

A dificuldade de procurar ajuda
O primeiro grande tabu de quem tem problema de audição está na resistência em procurar ajuda. Em grande parte das vezes, as pessoas, principalmente as mais jovens, negam para si mesmas que algo não está normal em sua audição.
Os primeiros sinais que aparecem são a necessidade de fazer um maior esforço para ouvir, a solicitação para que as pessoas repitam com frequência o que falaram, sons de zumbidos, dificuldade para conversar em um grupo ou em um ambiente com um grande número de indivíduos, etc.
Apesar de se dar conta desses sintomas, aqueles que sofrem com problema de audição demoram a procurar ajuda. Esse comportamento é prejudicial, pois tende a postergar um diagnóstico preciso do problema. Como consequência, temos o atraso no início do tratamento, aumentando a probabilidade de que ele seja mais lento.

A vergonha do aparelho
Depois de finalmente se convencer de que há algo errado com a audição e buscar auxílio profissional, a pessoa passa a enfrentar um segundo tabu: a vergonha de usar o aparelho auditivo.
Esses dispositivos têm o objetivo de trazer uma maior qualidade de vida para as pessoas que sofrem com a perda auditiva. Os aparelhos permitem que seus usuários consigam continuar se comunicando e interagindo com outros indivíduos.
Apesar das vantagens e da possibilidade de voltar a ouvir de uma forma clara, muitas pessoas, principalmente as mais jovens, se sentem constrangidas e têm vergonha de usar os aparelhos. Esse comportamento pode levar a um isolamento e como consequência a uma maior chance de passar por uma depressão.

As novas tecnologias
A boa notícia é que a tecnologia é uma importante aliada daqueles que por qualquer motivo tem dificuldade e vergonha em admitir que têm algum problema auditivo. Atualmente, os aparelhos estão cada vez mais sofisticados.
Com toda a inovação embarcada nos aparelhos auditivos, que mais parecem supercomputadores, é possível ouvir perfeitamente, inclusive em lugares em que se encontram muitas pessoas ao mesmo tempo, como em restaurantes ou salas de aula. Além disso, os melhores aparelhos auditivos têm a capacidade de interagir de forma eficiente com os outros eletrônicos. Isso faz com que o usuário consiga assistir à televisão, falar ao celular ou utilizar qualquer outro aparelho sem sofrer prejuízos.
Além dessas vantagens, existem modelos de aparelhos no mercado hoje que são muito discretos e até mesmo difíceis de serem percebidos. Portanto, aqueles que desejam que o seu problema de audição não seja notado a todo momento, podem optar por esses modelos.
Lembrando que a perda de audição, apesar de ser comum, pode realmente gerar muito desconforto para aqueles que são acometidos por ela, principalmente no início. Depois de obter informações sobre o assunto e entender que é possível levar uma vida muito próxima ao normal utilizando bons aparelhos auditivos, tudo passa a ficar mais fácil. Por isso, não tenha vergonha de admitir que tem perda auditiva, essa é uma condição como outra qualquer e é possível, sim, viver com ela tendo muita qualidade de vida.

Se você está passando ainda pela primeira fase dessa caminhada, vá em busca do seu diagnóstico e agende um teste gratuito aqui na Comunicare (inclusive online) e encontre o tratamento e o aparelho ideal para você!

4 Comentários

  1. Roberto Carlos Mendes

    Achei muito interessante o que li acho que tem a ver com que est passando tenho interesse de ver respeito.

    Responder
    • Comunicare

      Oi, tudo bem?
      Obrigado, ficamos felizes com seu Feedback!

      Responder
  2. JOSE AGRIPINO DINIZ

    boa noite sinto um zumbido principalmente quando forço meu maxilar.

    Responder
    • Comunicare

      Bom dia! Tudo bem?
      Acreditamos que a melhor escolha para o seu caso seria a busca por um otorrinolaringologista para te auxiliar.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

M

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

M

Localizando...

Unidade mais próxima

Agendar Teste Gratuito
M

Informe seus dados para iniciar seu atendimento.