FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS
Síndrome de Ménière

Síndrome de Ménière é um problema raro que prejudica o ouvido interno, caracterizado por frequentes episódios de zumbido, perda auditiva e vertigens. Em geral, os sintomas aparecem subitamente e podem durar somente alguns minutos ou até mesmo horas. Além disso, a intensidade e quantidade das crises pode variar de pessoa para pessoa. 

Indivíduos na faixa entre 40 e 50 anos são os mais acometidos, mas a condição pode ocorrer em qualquer idade. As causas corretas ainda não estão muito bem esclarecidas, porém é possível que seja provocada por uma falha no mecanismo regulador da produção, circulação e/ou absorção da endolinfa (líquido que fica na orelha interna). 

Neste post, vamos apresentar um panorama sobre a Síndrome de Ménière. Confira! 

O que é a Síndrome de Ménière?

Para entender como a síndrome acontece, é necessário verificar como funciona o ouvido interno. O labirinto é um conjunto de arcos semicirculares que contém endolinfa, apresentando um papel essencial no equilíbrio e na localização espacial do corpo. 

Todas as vezes que entramos em movimento, a endolinfa se mexe, o que fornece sinais elétricos que serão conduzidos para o cérebro, nos quais são traduzidos para a identificação da nossa posição. 

Na doença de Ménière, ocorre uma extensão do volume de endolinfa dentro do labirinto, causando uma distensão desse compartimento em decorrência de um aumento da pressão interna. 

Enxaquecas frequentes, pancadas na cabeça, infecções virais, alergias, alterações anatômicas do ouvido e respostas exageradas do sistema imunológico são algumas das causas que levam ao aumento da pressão da endolinfa. 

Seja qual for a causa, as alterações da pressão interna do ouvido podem fazer com que os sinais enviados para o cérebro tornem-se mais imprecisos, provocando sintomas como desequilíbrio e tontura. A doença, muitas vezes, é confundida com a labirintite em estágio inicial ou um mal estar temporário. No entanto, conforme progride, pode provocar perda auditiva principalmente nas frequências graves. 

Quais são os principais sintomas?

Síndrome de Ménière apresenta sinais bastante claros e específicos. Confira, a seguir, os principais sintomas. 

Zumbido no ouvido

O zumbido se manifesta como uma percepção de ruído no ouvido, além de ser semelhante ao som de um assobio. Em geral, na Síndrome de Ménière, a intensidade do zumbido pode ser bastante severo. 

Vertigem

A vertigem é uma característica de várias doenças vestibulares e caracteriza-se por uma sensação de tontura forte com início repentino. O indivíduo tem a sensação de rodar em relação ao ambiente ao seu redor. 

Além disso, é possível ter perda de equilíbrio no decorrer das crises. Os episódios de vertigem duram entre 15 minutos e 24 horas. Vômitos e náuseas também são bastante frequentes na fase aguda da tontura. No instante da crise, a pessoa pode ficar incapacitada, pois além das náuseas fortes, ela também apresenta grande dificuldade de se manter em equilíbrio. 

Perda auditiva

Quando se leva em conta o início da doença, a perda de audição é um sintoma de grande chance de variação. Provavelmente, grande parte dos pacientes chega a ter algum grau de perda auditiva permanente, principalmente após ou durante as crises. Ao longo de 10 anos de doença isso resulta em perda auditiva relevante para todas as frequências de sons. Além disso, a perda de audição é flutuante, com períodos de melhora espontânea e de agravamento. 

Plenitude auricular

A plenitude auricular é a sensação de ouvido tapado. Um sintoma típico dessa síndrome pode ter início com essa sensação, vertigem severa, aumento de zumbido e diminuição da audição, podendo ser acompanhada de vômitos e náuseas. 

Essa sensação pode durar cerca de 3 horas, depois que os sintomas melhoram. Entretanto, também podem existir episódios em que a plenitude auricular aparece apenas posteriormente. 

A gravidade da Síndrome de Ménière varia de pessoa para pessoa. Em alguns indivíduos, as vertigens são fortes, mantendo o paciente o dia todo na cama e com episódios de vômitos e náuseas. Em outros, o quadro é leve, provocando somente um pequeno incômodo. 

Como é o diagnóstico?

Com crises de zumbido, perda de audição e vertigem, a síndrome muitas vezes é confundida com um mal estar. No entanto, conforme progride, pode provocar perda auditiva de alta e baixa frequência. Por isso, é fundamental buscar a ajuda de um profissional para que ele possa diagnosticar a doença com precisão. 

O diagnóstico leva em consideração o levantamento dos sintomas e do histórico do paciente. Os seguintes critérios para o reconhecimento da doença incluem: 

  • pressão ou zumbido no ouvido;
  • diminuição da audição registrada pela audiometria;
  • duas ou mais crises de vertigem que apresentam duração de, no mínimo, 20 minutos.

Além desses critérios, é essencial descartar doenças que possam causar um quadro clínico parecido, como doenças da tireoide, diabetes, esclerose múltipla, entre outras. 

Como é feito o tratamento?

Síndrome de Ménière não tem cura, mas é preciso recorrer a diversos tipos de tratamento para reduzir, principalmente, a sensação de vertigem. Assim, por meio de medicamentos que devem ser prescritos pelo médico, é possível melhorar a relação com o equilíbrio e amenizar o zumbido. 

Em geral, o tratamento pode ser necessário por toda a vida dos pacientes. Algumas mudanças de hábito também são muito importantes. Por isso, mantenha uma alimentação saudável e com a redução do consumo de cafeína, diminua a ingestão de sódio e aumente o consumo de potássio, por meio de frutas e grãos. 

Como prevenir a doença?

Como a síndrome não é muito bem compreendida, as informações em relação à prevenção também são incompletas. Entretanto, é importante manter um bom controle das condições de saúde para que a doença não se desenvolva. Logo, evite o estresse excessivo, pratique atividades físicas regularmente, diminua a ansiedade e mantenha uma dieta saudável. 

Como vimos, a Síndrome de Ménière é uma condição que afeta o ouvido interno, podendo causar vertigem, perda de audição e zumbido. Por isso, assim que os sintomas surgirem, não deixe de ir em um profissional especializado que poderá indicar o tratamento correto. Além disso, evite fumar, diminua o consumo de sódio e mantenha uma alimentação adequada. 

Gostou deste post e quer complementar a sua leitura? Então, saiba o que é um exame de audiometria! 

 

64 Comentários

  1. lincoln

    Ola, bom dia!
    Em 2011, no exterior,onde trabalhei muitos anos, fui diagnosticado com síndrome de meniere.
    Trabalhei, todos os dias, em ambiente excessivamente ruidoso, manuseando ferramentas igualmente ruidosas e, que produzem muita vibração.
    Lidando com pintura e, solventes.
    Sempre que me vieram as crises, foram acompanhadas de nauseas,vomitos e diarreia.
    Todo fim de semana era igual, chegava na sexta feira a noite, tudo começava a girar e, vinham os sintomas que mencionei. Acabava no hospital,pronto socorro, acordando 6 horas depois, em virtude de um coktel, que me administrava o médico.
    Sempre fiz muito uso do sal,pois, tenho a pressao muito baixa até hoje. Sou fumante e, adoro café.
    Ate semana passada, ja faziam 6 anos, que nao sentia nenhum sintoma dessa doença.
    Aqui no Brasil, fiz todos os exames médico, que me foram solicitados, reduzi o sal, café,etc.
    Só nao parei de fumar, passei a um cigarro mais light, rs!
    Até hoje, nao posso sentir e ,nem manusear solventes, como o tiner,por exemplo.
    Consegui ficar todos esses anos sem nenhum sintoma dessa sindrome, com o tratamento indicado, com o remedio dicloridrato de betaistina e, mais o dramim b6,para os sintomas , que me funciona muito bem.
    Ja estou melhorando,outra vez.
    O dramim, tomo um a cada 12 horas, nao me da sono nenhum.Só me da sono, quando nao tenho os sintomas da sindrome.
    Agora pergunto se o excesso de ruido, vibraçoes fortes, nao participam no surgiumento dessa sindrome?
    Obrigado,

    Lincoln

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Lincoln, boa noite! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Em relação ao seu questionamento sobre o excesso de ruido e vibrações fortes estarem relacionados a essa síndrome, não temos como lhe afirmar. Conforme descrevemos em nosso artigo as causas corretas ainda não estão muito bem esclarecidas. Como a síndrome ainda não é muito bem compreendida, as informações em relação à prevenção também são incompletas. Então é sempre recomendável não deixar de conversar com um profissional da saúde especializado que poderá lhe orientar de forma mais precisa sobre o caso de cada paciente.

      Obrigado pelo seu contato, Sr. Lincoln.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
    • Marcos Ribeiro Alves

      Em 2015 tive problemas de perda de audição realizei tratamento uso Corticoide e Betaistina, problema resolvido.
      Em 2017 novamente perda audição dei início uso corticoide e Betaistina, 03 meses e nada de melhorar. Um belo dia tive primeira crise de tontura e vomito, fui ao pronto socorro tomei medicação resolvido. 20 dias depois nova crise tontura e vômitos fui ao pronto socorro tomei medicação. Em seguida iniciei tratamento com outra medica, solicitou vários exames pediu para não fazer mais uso de café, chocolate e pão. Novamente após 20 dias outra crise.
      Os meses se passando a cada 20 a 25 dias uma crise, cheguei a tomar 06 comprimidos de betaistina durante o dia sem contar a perda de audição. Felizmente após alguns meses não tive mais crise e minha audição voltou ao normal, continuei o uso de 01 comprimido de betaistina até que parei de usar medicação.
      Em setembro de 2019 novamente perda de audição e uma leve crise de tontura, vamos lá novamente iniciei o uso de betaistina 02 meses problema resolvido.
      Em abril de 2020 novamente perda de audição e uma leve crise de tontura.
      Bem estamos em outubro não tive mais crise de tontura faço uso do betaistina porem minha audição não voltou ao normal, em minha última consulta medica sugeriu o uso de aparelho auditivo.
      Gostaria de ouvir outras opiniões sobre tratamentos.

      Responder
      • Comunicare

        Prezado Sr. Marcos, boa tarde! Tudo bem com você?
        Obrigado pela sua mensagem e relato.

        Para melhor avaliar o seu caso, indicamos que o senhor realize uma avaliação auditiva conosco, para que os nossos fonoaudiólogos possam realizar os exames e diagnosticar o melhor tratamento para o senhor. Nesta avaliação auditiva, o senhor conhece todos os nossos tratamentos e também nossos aparelhos auditivos.
        Se for o caso de aparelhos auditivos, o senhor leva o aparelho auditivo para um teste prévio no conforto da sua casa.

        Cadastre-se através do link: https://comunicareaparelhosauditivos.com/contato/ e a nossa equipe entrará em contato com você para agendar.
        Ou se preferir, ligue no 0800.001.4050 (De segunda a sexta-feira, das 08h30 às 19h).

        Ficamos no seu aguardo.
        Atenciosamente, equipe Comunicare

        Responder
  2. JORGE EUGÊNIO

    Tenho estes sintomas descrito por vocês! Fui em um Otorrinolaringologista, e fui alertado de estar com essa Síndrome! Obrigado

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Jorge, boa noite! Tudo bem com o senhor?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Ficamos felizes que o senhor tenha gostado do nosso artigo.

      Ficamos à disposição.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  3. Ismar

    Boa tarde!

    Estou em fase inicial sob suspeita da Síndrome Meniere, apresento sintomas bilaterais: Zumbido no ouvido esquerdo e a sensação de plenitude no ouvido direito, fui no Otorrinolaringologista e Neurologista exames não tiveram alterações, já não sei aonde recorrer.

    Obrigado pelo contato equipe.

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Ismar, boa noite! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido? E na Comunicare, trabalhamos com fonoaudiólogos experientes focados em uma reabilitação auditiva de excelência.
      Converse com a nossa equipe de fonoaudiólogos, basta clicar no botão do WhatsApp no canto direito da tela e solicitar o seu atendimento para uma avaliação, esse atendimento é gratuito e o senhor poderá esclarecer suas dúvidas relacionadas ao zumbido e também conhecer as tecnologias dos nossos dispositivos.

      Vamos aguardar o seu contato.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  4. Mirandinha

    Tenho zumbido musical e de vozeQuando estou em crise tomo betacec e Dramim.
    As vezes faço fisioterapia vestibular, ..
    O que você tem de interessante sobre estas espécies de zumbido citado

    Responder
    • Comunicare

      Olá, Sra. Mirandinha, boa noite! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido? E na Comunicare, trabalhamos com fonoaudiólogos experientes focados em uma reabilitação auditiva de excelência.
      Para saber mais sobre as tecnologias dos nossos dispositivos, esclarecer suas dúvida e mais converse com a nossa equipe de fonoaudiólogos, clique no botão do WhatsApp no canto direito da tela e solicite a sua avaliação, ela é gratuita e a senhora poderá fazer esse primeiro atendimento por telefone, sem precisar sair do conforto e segurança da sua casa.

      Vamos aguardar o seu contato, Dna. Mirandinha.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  5. HUGO EYNG

    Olá.
    O artigo foi bem esclarecedor.
    Tenho uma questão: as crises vem sempre acompanhadas de vertigem? E essa vertigem é sempre tão duradoura (20 minutos).
    Tenho os sintomas e o médico diagnosticou a síndrome de Ménière. Porém, para mim, a vertigem ocorre durante umas semanas, mas ocorrem apenas quando faço movimentos mais bruscos de abaixar e levantar, virar de um lado para outro quando estou deitado ou olhar numa direção muito vertical.

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Hugo, boa noite! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Um dos principais sintomas da síndrome de Ménière são episódios de vertigem, com duração de, no mínimo, 20 minutos. A diminuição da audição também ocorre, essa podendo ser tratada com a tecnologia dos aparelhos auditivos, bem como dispositivos para o tratamento do zumbido, sintomas causados pela síndrome.

      Caso o senhor queria conversar com a nossa equipe de fonoaudiólogos para saber mais sobre zumbido e questões da perda de audição, clique no ícone do WhatsApp aqui no canto direito da tela e solicite o seu atendimento, ele é gratuito e o senhor poderá sanar suas dúvidas.

      Obrigado pelo seu contato, Sr. Hugo.
      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  6. Sueli

    Olá bom dia! Tenho todos esses sintomas, zumbido, tonturas, já estou com esses sintomas há bastante tempo e estou fazendo o tratamento para labirintite, quais exames posso estar fazendo para saber se tenho esta doença?

    Responder
    • Comunicare

      Prezada, Sra. Sueli, boa noite! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      O diagnóstico é feito por um médico otorrinolaringologista ou um especialista indicado, como não há teste exatos para a identificação desta síndrome as possibilidades vão sendo eliminadas ou consideradas através de alguns critérios como os citados no artigo.
      Como a síndrome não é muito bem compreendida, as informações em relação à prevenção também são incompletas. Então o recomendado mesmo e conversar com o seu otorrinolaringologista para ele lhe acompanhar nesse processo de definição do diagnóstico ou lhe fazer a indicação para um médico especialista.

      Obrigado pelo seu contato, Sra. Sueli.
      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  7. Marlene Rodrigues

    Muito esclarecedora toda a matéria . Nunca havia ouvido falar dessa doença até meu esposo ter esses sintomas. Agradecida por postarem. Está iniciando o tratamento no dia de hoje. Grande abraço.

    Responder
    • Comunicare

      Prezada, Sra. Marlene, boa noite! Tudo bem com você? Esperamos que sim.
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Ficamos felizes que o nosso artigo tenha sido útil e esclarecedor para a senhora e o seu esposo.

      Ficamos à disposição e desejamos tudo de bom para vocês.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  8. ivalene gonçalves dos santos

    meu nome e ivalene tenho zumbidos no ouvido direito, que quando estar muito atacado eu não consigo dormir com o ouvido pra cima tenho que deitar do lado do ouvido direito pra conseguir dormir porque nao faz o zumbido; fora que ja tive esses momentos que sinto que o ouvido tampa de uma vez parece quando entra agua no ouvido so que ai depois de algumas horas volta o normal parece que sai o ar que estar tampando e essa semana tive uma vertigem muito forte eu fui virar a noite de um lado para o outro e parecia que a cama estava rodando comigo por algum tempo foi horrivel pensei que iria morrer nossa isso e muito ruim mesmo agora estou tomando o cloridrato de bataistina estou me sentindo melhor mas gostaria de não sentir isso nunca mais e estou tomando tambem cha de erva cidreira com alecrim.

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Ivalene, boa noite! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      É importante dar uma atenção especial para esses sintomas relatados para um tratamento adequando a partir de um disgnóstico preciso.
      Aqui na Comunicare somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido, e nossos fonoaudiólogos são experientes em uma reabilitação auditiva de excelência. Converse com a nossa equipe de atendimento para maiores esclarecimentos, ele é gratuito e a senhora pode fazer esse primeiro atendimento através da nossa teleconsulta, sem precisar sair da sua casa, basta clicar no ícone do WhatsApp no canto direito da tela e solicitar o seu atendimento.

      Sra. Ivalene, conte conosco.
      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  9. Nancy

    Boa noite! Tenho percebido há algum tempo um zumbido em meu ouvido esquerdo e as vezes sofro de vertigens. Tenho enxaqueca também. Os outros sintomas não (vômito enjoo). A pessoa que sofre dessa síndrome pode continuar a trabalhar cm fone de ouvido em vendas on-line? Quando já diagnosticado, esse tipo de trabalho pode fazer piorar?
    Obrigado!

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Nancy, boa noite! Tudo bem com você?
      Agradecemos o envio da sua mensagem.

      Ao perceber alguns dos sintomas, é fundamental ser feita uma avaliação com um médico especialista para a identificação do diagnóstico correto e, assim ser recomendado o tratamento mais adequado ao paciente, bem como orientações sobre o que pode ou não ser feito em sua rotina.

      Senhora Nancy, não deixe de ir em um profissional especializado que poderá lhe indicar o tratamento correto e prescrever as orientações para a senhora, de acordo com o seu estilo de vida.

      Aqui na Comunicare, somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido, nossos fonoaudiólogos experientes e focados na reabilitação auditiva dos nossos pacientes, poderão lhe esclarecer dúvidas em relação ao tratamento do zumbido.

      Senhora Nancy, para mais informações a respeito do tratamento do zumbido, converse com a nossa equipe, podemos lhe ajudar.
      Basta você preencher o formulário de contato aqui em nosso site, desta forma, a nossa equipe entra em contato com a senhora. Acesse: queroouvirbem.com.br/contato

      Ficamos à disposição.
      Atte, equipe Comunicare

      Responder
  10. Nayara Marques

    olá Boa noite
    eu nunca tinha ouvido falar nessa doença até hoje, que eu fui parar no hospital, há mais ou menos 3anos comecei com pequenas tonturas, ñ dei muita importância mais com o decorrer do tempo tá se agravando,
    nunca pensei que zumbidos, e essa sensação de ouvido tapado fosse uma doença, à uns 4dias do nada comecei com uma tontura repentina, com pequenas durações, mais no decorrer dos dias foi aumentado com náuseas é mau estar até que fui parar no hospital, na minha primeira consulta o médico me receitou remédio para labirint, mais já na minha última crise me recomendou esse outro remédio para essa doença que eu nunca tinha ouvido falar, espero que tudo isso melhore.

    Responder
    • Comunicare

      Olá Sra. Nayara, boa noite! Tudo bem com você? Esperamos que sim.
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Quem bom que a senhora já procurou um médico para iniciar o tratamento. O mais indiciado é ser feito avaliações para o diagnóstico correto e assim dar inicio ao tratamento e receber prescrito as devidas orientações ao paciente.

      Se a senhora já está sendo acompanhada por um médico, vai melhor sim, Dna Nayara.

      Ficamos aqui à disposição.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  11. Paula Fernanda rosa cunha

    Olá, tenho 30 anos, meu nome é Fernanda, em 10/2019 perdi 50% de audicao do ouvido direito, em 02/2020 comecei a ter crises,tinha tonturas, vertigens, vômitos, enjoos, diarréia, calafrios em algumas crises a pressão arterial subia( sempre tive pressão baixa). Essas crises sempre tinham até umas 4 horas de duração,.passei por 2 otorrino, neuro, clínico geral, oftalmo, endocrinologista. chegou uma hora que a medicação na veia não resolvia mais…medicamentos como gincobiloba, vicog, ciranizina, vertizine d , labirim tentei o de 24mg, passei pro de 16 mg, entre outros ,nada resolvia…fiz todo tipo de exame, com o estudo molecular, foi detectado pelo exame DQ 8 que eu sou celíaca. Fiquei 20 dias sem glúten e tive 7 crises desde entao. Detalhe, as crises estão mais longas( durando até 9 horas cada) e a frequência aumentou muito , está a cada 2 dias pontualmente. Fui no oftalmo porque a minha visão está bem ruim nesse último mês, médico disse que realmente pode ter essa piora por causa das crises . Médico me diagnosticou agora com a síndrome de meniere ,e aumentou a dose de labirin, vou tomar 6 comp de 24 mg/dia. E ver se melhora. Caso contrário ,falou em cirurgia. A minha dúvida é: pode o glutem ter relação ou desenvolver essa síndrome?

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Fernanda, boa noite! Tudo bem com você? Esperamos que sim.
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      As causas da síndrome de Ménière ainda não são bem compreendida, as informações em relação à prevenção são incompletas cientificamente. Entretanto, o que se sabe é que é importante manter um bom controle das condições de saúde para que a doença não se desenvolva.

      Algumas das recomendações são ditas a respeito da redução do consumo de cafeína, diminuição na ingestão de sódio e aumento ao consumo de potássio, por meio de frutas e grãos. Informações relacionados ao glútem, é recomendado que você converse com um médico especialista, que poderá lhe orientar mais sobre essa possibilidade ou se isso varia de paciente para paciente.

      Fernanda, esperamos que você fique bem. Ficamos à disposição.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  12. SIMONE APARECIDA FERNANDES

    Bn, fui diagnosticada com a síndrome de meniere, tenho zumbido no ouvido, tudo que como me dá náuseas, ânsia de vômitos, pressão na cabeça, muita dor de cabeça, não posso dar passos largos e nem movimentos bruscos, estou com estes sintomas desde o dia 25/06, não aguento mais, tomo as medicações que o otorrino me indicou, já fui internada em 2012 com sintomas mais leves, tomo betaistina, cinarizina, meclin, miosan, pensei que ia morrer de tal mal que fiquei e estou sentindo. Me ajudem por favor. Obrigada.

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Simone, boa noite! Tudo bem com você? Esperamos que sim.
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Os sintomas da Síndrome de Ménière são bem desconfortáveis de fato. Que bom que a senhora já foi ao médico otorrinolaringologista. A medicação prescita pelo médico auxilia para o alívio dos incômodos causados pela síndrome. Porém, é importante que a senhora não deixe de relatar ao seu médico, que não está sendo amenizado os sintomas para que ele possa rever o caso.

      Aqui na Comunicare, somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido, que é um dos sintomas da Síndrome de Ménière. Nossos fonoaudiólogos experientes e focados na reabilitação auditiva dos nossos pacientes, poderão lhe esclarecer dúvidas em relação ao zumbido e lhe explicar como funciona o tratamento do zumbido com a tecnologia dos nossos dispositivos.

      Senhora Simone, para mais informações a respeito do tratamento do zumbido, converse com a nossa equipe, podemos lhe ajudar.
      Basta você preencher o formulário de contato aqui em nosso site, desta forma, a nossa equipe entra em contato com a senhora. Acesse: queroouvirbem.com.br/contato

      Ficamos à disposição.
      Atte, equipe Comunicare

      Responder
  13. Marco Antonio Vilas Boas

    Tenho zumbido nos dois ouvidos. Uso aparelho auditivo há mais de dois anos e tem me confortado muito, com o silêncio. Mas, de uns meses para cá, o zumbido piorou de tal forma que, mesmo com os aparelhos, o zumbido tornou-se muito forte, principalmente quando me deito. Na posição horizontal do corpo ele piora terrivelmente. Peço sua ajuda. Obrigado.

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Marco, bom dia! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Nós podemos lhe ajudar. Somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido, aqui na Comunicare nossos pacientes são assistidos por nossos fonoaudiólogos experientes focados em uma reabilitação auditiva de excelência. Nos destacamos no atendimento de excelência e produtos inovadores, como aparelhos auditivos e acessórios.

      Primeiramente é necessário ser feita uma avaliação auditiva, para identificar qual a melhor tecnologia é a mais indicada para o seu caso atual, esta avaliação é gratuita. Senhor Marco, converse com a nossa equipe de atendimento para saber mais e obter maiores informações. Abaixo vou lhe enviar os nossos contatos, e aqui no nosso site o senhor pode também estar conferindo os nossos endereços.

      O senhor pode entrar em contato conosco ligando gratuitamente: 📞 4007 2366 Capitais e Regiões Metropolitanas ou no nosso 0800 001 4050 para
      demais Regiões.
      Ou também, preenchendo o formulário de contato no nosso site, desta forma, a nossa equipe entra em contato com o senhor. Acesse: queroouvirbem.com.br/contato

      Ficamos no seu aguardo.
      Att, equipe Comunicare

      Responder
  14. Marco Antonio Vilas Boas

    Tenho zimbido nos 2 ouvidos, mas quando me deito o zumbido piora dramaticamente e perturba terrivelmente o sono. É só pôr o corpo na horizontal que o barulho se agrava. Não tenho vertigem.

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Marcos, bom dia!
      Agradecemos o envio da sua mensagem.

      Conforme lhe respondemos no seu questionamento anterior, vamos aguardar o seu contato.

      Lembrando que o senhor pode nos contatar ligando gratuitamente: 📞 4007 2366 Capitais e Regiões Metropolitanas ou no nosso 0800 001 4050 para
      demais Regiões.
      Ou também, preenchendo o formulário de contato no nosso site, desta forma, a nossa equipe entra em contato com o senhor. Acesse: queroouvirbem.com.br/contato

      Ficamos à disposição.
      Att, equipe Comunicare

      Responder
  15. Monica miguel

    Bom dia eu gostaria de saber se terapias de som ajudam a melhorar o zumbido. E se outras terapias também ajudam com a síndrome?

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Monica, bom dia! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo envio da sua mensagem.

      Aqui na Comunicare, somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido, nossos fonoaudiólogos experientes focados em uma reabilitação auditiva de excelência, poderão lhe ajudar e lhe informar sobre as tecnologias dos nossos dispositivos e como funciona o tratamento do zumbido. Para saber mais, converse com a nossa equipe de atendimento, senhora Monica. Essa avaliação é gratuita.

      A senhora pode entrar em contato conosco ligando gratuitamente: 📞 4007 2366 Capitais e Regiões Metropolitanas ou no nosso 0800 001 4050 para
      Demais Regiões.
      Ou também, preenchendo o formulário de contato no nosso site, desta forma, a nossa equipe entra em contato com a senhora. Acesse: queroouvirbem.com.br/contato

      E não deixei de conferir nossos locais de atendimento aqui em nosso site para ver qual de nossas Unidades fica mais próxima a você.

      Vamos aguardar o seu contato.
      Att, equipe Comunicare

      Responder
  16. Lucilene Batista de Melo

    Oi, sou Lucilene, gostaria de saber o nome da pessoa que escreveu este texto, quero usar como referencia da minha pesquisa. OBG

    Responder
    • Comunicare

      Olá, Lucilene, bom dia! Tudo bem com você?
      Agradecemos o seu contato.

      Ficamos felizes que você queria usar o nosso site como fonte. Esse texto é produção da equipe Comunicare, no caso a referência de fonte é a Comunicare Aparelhos Auditivos. Conteúdos produzidos para o nosso site para colaborar com a entrega de informações assertivas para quem busca e precisa saber mais sobre assuntos relacionados a audição.

      Ficamos à disposição.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  17. Isabella

    Olá bom dia !
    Me chamo Isabella , tenho 42 anos e moro no exterior e em maio de 2019 sofri a primeira crise de vertigem . Tive uma tontura muito forte zumbido e perda de audição , fui parar na emergência .Tomei muitos remédios fortes , coloquei tubo no ouvido e depois de 3 meses estava melhor da tontura . Mas só que em novembro voltou novamente e tive crises constantes .( o zumbido nunca parou )
    De lá pra cá tomo Labirin 16 mg , 2 pela manhã e 2 a tarde receitados pelo neurologista . O médico que cuida de mim hj suspeita que seja essa síndrome . Já cortei muita coisa da minha alimentação , como glúten , cafeína , açúcar , uso o sal rosa . Como comida de verdade .
    Mas posso dizer que não é nada fácil conviver com essa doença . A minha esperança está em Deus que é o Médico dos médicos , e que tem todo o poder de mudar qualquer situação . Claro que não devemos deixar de fazer todo o protocolo que o médico nos indique , mas como se trata de uma doença rara e que não tem cura , eu fixo o meu olhar em Deus que tudo pode fazer . E aconselho quem passa por essa doença e que não tem mais esperança a fazer o mesmo . Deus ainda opera milagres !!!
    Força e fé em Deus que tudo vai passar !!! 🙏🏻

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Isabella. Obrigado pelo seu contato!

      Que bom que você já está em contato com um médico, em caso de suspeita de alguma síndrome é sempre recomendável a busca por um especialista para o tratamento mais adequado de acordo com cada caso.

      Aqui na Comunicare, somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido, e nesse seguimento de reabilitação auditiva, trabalhamos com a tecnologia dos dispositivos das marcas Signia e Widex, os quais dispõem de excelentes recursos para uma reabilitação auditiva de excelência.

      Como você nos relatou morar no exterior, caso em algum momento vir ao Brasil, não deixe de agendar a sua avaliação conosco para receber o nosso atendimento. Será um prazer atendê-la.

      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  18. Junior

    Olá boa tarde, tenho zumbido, vertigem e tontura, passei no otorrino e ele me passou a betaistina , tem 2 meses que estou tomando mas não senti melhora , inclusive já tive duas quedas para o lado do ouvido bom! Gostaria de saber se posso dirigir e se é normal cair ? Obrigado

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Junior. Obrigado pelo seu contato.

      Somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido e em reabilitação auditiva, que são um dos sintomas da Síndrome de Ménière.
      No seu caso, de acordo com os sintomas relatados por você, o indicado é consultar o seu médico para uma melhor orientação.

      Ficamos à disposição.
      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  19. Selma Melo vilasboas

    Boa noite! Tenho essa síndrome e só faço piorar a cada ano. Tenho crises q chego a ficar ministrado a betaistina até 6 meses. N sei mais o q fazer. As vezes recorro acumputura q melhoro um pouco. Consulto sempre um otorrino em busca de alguma novidade mas nada. Comecei com a crise dia 26 de julho é a única coisa q me foi passado pelo médico é aumentar a dose do remédio. N sei mais o q fazer.

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Selma. Obrigado pelo seu contato.

      É importante dar uma atenção especial para esses sintomas relatados para um tratamento adequado a partir de um diagnóstico preciso.
      Como a síndrome não é muito bem compreendida, as informações em relação à prevenção também são incompletas. Então o recomendado mesmo é você conversar com o seu otorrinolaringologista para ele lhe acompanhar nesse processo de ajuste da sua medicação para um maior controle dos sintomas.

      Aqui na Comunicare, somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido e em reabilitação auditiva, o zumbido e a perda auditiva são um dos sintomas da Síndrome. Caso a senhora precise de alguma assistência relacionada a esses sintomas, entre em contato com a nossa equipe de atendimento e converse com um dos nossos fonoaudiólogos.

      Você pode entrar em contato pelo link abaixo ou também pelo nosso atendimento telefônico.
      https://comunicareaparelhosauditivos.com/contato

      Ligue gratuitamente: 0800.001.4050
      De segunda a sexta-feira, das 08h30 às 19h

      Ficamos à disposição.
      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  20. miriam marcondes

    Tenho tonturas ,mas nao zumbido no ouvido!Apenas sinto como se estivesse com eles entupidos;numa viagem de serra!

    Esse sintoma tambem procede no casa da Sindrome?
    Miriam marcondes
    grata

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Miriam. Obrigado pelo seu contato.

      Somos Centro de Referência no Tratamento do Zumbido e em reabilitação auditiva, que são um dos sintomas da Síndrome de Ménière.
      De acordo com os sintomas relatados pela senhora, o indicado é ser feita uma avaliação com um médico especialista para que através de exames clínicos possa ser identificado um diagnóstico preciso, e assim, a senhora poder receber a melhor orientação de tratamento.

      Ficamos à disposição.
      Atte. equipe Comunicare

      Responder
  21. Vanessa Raquel

    Meu nome é vanessa tenho tonturas constantes à mais de 2 anos, tenho zumbido e tive uma pequena perda auditiva no ouvido esquerdo.
    Tenho muito desequilíbrio no corpo, mau consigo ficar em pé! E de um tempo pra cá tenho sentido dor ocular, pressão no ouvido e pressão na cabeça tudo do lado esquerdo.
    Ando bem preoculpada.
    Proucurei ajuda mas me passaram labirim estou no meu segundo dia.
    Espero de verdade descobrir o que tenho e espero melhorar o quanto antes.
    Obrigada

    Responder
    • Comunicare

      Prezada, Sra. Vanessa, boa tarde! Tudo bem com você?
      Obrigado pelo seu comentário e seu relato.
      Ficamos felizes em saber que a senhora já procurou ajuda.
      Nos conte, como a senhora está, como está se sentindo?

      Ficamos à sua disposição, se pudermos ajudar em algo.
      Conte conosco!

      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  22. Maria Angelica duarte Anicio

    Boa tarde.
    \meu companheiro foi diagnosticado há +/- 04 anos com a Síndrome de Meniere.Já em tratamento,e as crises ocorrem mais num nível alto de stress.Está apresentando um quadro importante de impotência sexual que segundo o neurologista pode ser causado pela sindrome.Procede?Oq ue fazer para inverter este quadro.Ele tem 55 anos e sofre muito com isso.
    Obrigada pelas informações esclarecedoras sobre a doença;

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Maria, boa tarde! Tudo bem com a senhora?
      Agradecemos pelo seu comentário e seu feedback sobre o nosso artigo, ficamos felizes em poder ajudar a senhora.
      Você e seu marido estão fazendo acompanhamento médico?
      É importante estar realizando um acompanhamento médico para que o profissional possa ajudar e orientar.

      Ficamos à sua disposição.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  23. Frâncico RIBEIRO

    Boa noite eu tenho sidro de menier muinto forte algun tipo de exercício resolver porque teve um médico que me passou ubs exercício de reabilitação labiritica. quando fui em outro médico ele me falou que não era pra fazer exercícios porque não ia adiantar nada

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Frâncico, boa tarde! Tudo bem com você?
      Obrigado pela seu comentário e seu comentário.

      O melhor nesse caso, é procurar mesmo mais de um profissional da área. O melhor é buscar mais opiniões.
      Se o senhor tiver interesse, podemos lhe indicar também um médico otorrinolaringologista próximo à você para que você possa consultar e também tirar mais dúvidas.

      Também o senhor pode realizar uma avaliação auditiva gratuita conosco, e o seu fonoaudiólogo também pode ajudar você.
      Cadastre-se através do link: https://comunicareaparelhosauditivos.com/contato/
      Ou ligue no 0800.001.4050 (De segunda a sexta-feira, das 08h30 às 19h).

      Ficamos à sua disposição.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  24. PAulo

    Olá! Tenho zumbido no ouvido direito. O único atenuante é o aparelho auditivo ou tem outras alternativas?

    Responder
    • Comunicare

      Prezado Sr. Paulo, boa tarde! Tudo bem com o senhor?
      Obrigado pela sua mensagem.

      Existem diversos tratamentos para o zumbido. O que diferencia o tratamento, é o diagnóstico de cada paciente.
      Para alguns, o tratamento com aparelho auditivo é mais eficaz, para outros pacientes, os acessórios são melhores.
      Por isso, é muito importante a realização de uma avaliação.

      O senhor pode realizar uma avaliação auditiva gratuita em uma de nossas unidades de sua preferência.
      Cadastre-se pelo: https://wma.comunicareaparelhosauditivos.com/zumbido
      e a nossa equipe de atendimento entrará em contato com o senhor para agendar.

      Ou ligue: 0800.001.4050
      (De segunda a sexta-feira, das 08h30 às 19h.)

      Ficamos no seu aguardo.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  25. Angélica Bueno

    Boa tarde,meu nome é Angélica,há alguns meses tenho sentido tontura, principalmente ao abaixar a cabeça bruscamente,escurece tudo! Além disso tenho sentido muita dor de cabeça coisa que eu não tinha antes,e zumbidos no ouvido,tem horas q é bem alto e fino,e as vezes eu ensurdeço também! Há uns quinze dias,passei mal com muita tontura, não conseguia ficar em pé,muito enjôo, chegando ao vômito,enfim,fui levada pra upa, lá o médico só passou Buscopan composto e Plasil,ainda não entendi os remédios,e sai com oma interrogação na cabeça pq ele não disse oq achava q era nem me pediu nenhum exame nem me encaminhou pra um especialista, até agora não sei oq é. Por esses sintomas q tenho já dá pra saber se é essa síndrome,e unindo a uma depressão pós parto q tive, síndrome do Pânico,passei por momentos muito difíceis q me destruíram e eu não conseguia me levantar,se estou de pé é por meus filhos,tenho quatro aliás; bom enfim,estou sempre num ambiente estressante também,poderia também ser problemas emocionais?! Como eu descubro???

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Angélica, boa tarde! Tudo bem com a senhora?
      Obrigado pela sua mensagem. 😊

      Ficamos tristes com o seu relato, pois entendemos o quanto pode ser ruim.
      Mas ficamos contentes em saber que a senhora já procurou ajuda.
      A nossa orientação é que a senhora busque um profissional médico que possa lhe ajuda. O ideal é que a senhora faça uma investigação, realizando vários tipos de exames que o seu médico poderá pedir.
      Até que se descubra o que pode estar acontecendo.

      Não deixe de buscar esta ajuda. É muito importante que a senhora faça exames para que o médico possa ter o diagnóstico.

      Nos dê notícias, Sra. Angélica.
      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  26. Rosena Terra SALVADOR

    Bom dia !!Depois de assistir a reportagem sobre e problema ”’Gostaria de saber se !! Meu Marido tem todos esses Sintomas à mais de 15 Anos e ”’Infelizmente por mais que busquemos ajuda ”’Nenhum médico chegou à um diagnóstico conclusivo ”’Ele tem terriveis sintomas iguais aos que foi dito e chega ao ponto de dizer que tem um Tumor na cabeça ”Tamanho o desconforto ”’Muitas vz chega a dar Murros na Cabeça e até bate na parede ”’A tontura e audição também são relacionadas ao barulho e zumbido que ele sente ””Perde o equilíbrio e sente muita fraqueza ”’Enfim depositar da reportagem ”’Gostaríamos de ouvir a Opinião de vcs e se possível nos orientar como fazer um acompanhamento e aonde encontramos um Médico que esteja disposto a fazer uma Avaliação do estado de Saúde dele ”’ Agradeço e fico no Aguardo de alguma resposta por favor. Bom dia Abraços….

    Responder
    • Comunicare

      Prezada Sra. Rosena, boa tarde! Tudo bem com a senhora?
      Agradecemos pela sua mensagem.

      Imaginamos o quanto seja difícil para o seu marido conviver com este incômodo.
      Mas o importante é não desistir de buscar ajuda.

      Convidamos o seu marido à realizar uma avaliação auditiva gratuita em uma de nossas unidades de sua preferência e o nosso fonoaudiólogo irá avaliar o caso dele.
      Se for necessário, também indicaremos um médico otorrinolaringologista parceiro Comunicare.

      Realize o cadastro no link: https://comunicareaparelhosauditivos.com/contato/
      Ou se preferir, ligue no 0800.001.4050 (De segunda a sexta-feira, das 08h30 às 19h).

      Será um prazer receber a senhora e seu marido na Comunicare.
      Conte conosco.

      Atenciosamente, equipe Comunicare

      Responder
  27. Hilda Ottilda Rönnau da Silva

    Sofro muito com o zunido no ouvido, adormeço com a TV ligada, pois o silêncio total para mim é terrível.
    Estou tentando eliminar o café, o cigarro, e o chocolate, que sei serem um dos fatores do zunido.
    Fiz avaliação auditiva e o ouvido esquerdo estava mínimo debilitado, nem me encaminharam para o otorrino.
    E estou aqui convivendo com este ruído enlouquecedor.

    Responder
    • Comunicare

      Oi! Tudo bem?
      Acreditamos que a melhor escolha para o seu caso seria a busca por um otorrinolaringologista para te auxiliar.

      Responder
  28. Antonio Moreira da Silva

    Interessante e oportuno as informações.
    Temos um caso dessa síndromena família.

    Responder
    • Comunicare

      Boa tarde! Tudo bem?
      Obrigado pelo feedback!

      Responder
  29. Fernando

    Bom dia.
    Há anos tenho zumbido e sensação de ouvidos tampados, fato que me causa baixa audição no ouvido esquerdo, o mais atingido.
    Não tenho náusea, nem vertigem.
    O mais estranho é que os sintomas se agravam quando estou em pé e vai piorando durante o dia. Quando ainda estou deitado tenho apenas um leve zumbido, o que me leva a crer que seja um desajuste no líquido do ouvido, que piora com o movimento do corpo.
    Não sei mais o que fazer, já tentei de tudo.

    Responder
    • Comunicare

      Oi, tudo bem?
      Infelizmente não podemos dar uma opinião sobre isso sem um diagnóstico, para solucionar o seu problema, acreditamos que a melhor escolha seria buscar por um otorrinolaringologista para te auxiliar.

      Responder
  30. Claudia

    Boa tarde faz duas semanas q estou com ouvido e tonturas so do lado direito as vezes dá crise fica uns minutos morro de medo estou tomando Ginkgo de biloba será q posso continuar tomando?
    Como faço pra saber se é labirintite ou Síndrome de Méniére ? desde já obrigada

    Responder
    • Comunicare

      Boa tarde, tudo bem?
      Infelizmente não podemos dar uma opinião sobre isso sem um diagnóstico, para solucionar o seu problema, acreditamos que a melhor escolha seria buscar por um otorrinolaringologista para te auxiliar.

      Responder
  31. Mariana

    Muito boa a matéria.
    É muito triste lê os relatos dessas pessoas que sofrem tanto com problemas de vertigem e desequilíbrios e não acham um diagnóstico preciso, enquanto isso essas pessoas sofrem. Eu também sou uma dessas pessoas que sofrem com esses problemas no labirinto, pois existem 40 tipos de tonturas diferentes todas dão o nome de labirintite mas não é, cada uma é tratada de forma diferente. É muito angustiante saber que pouquíssimos médicos estudam sobre vertigem e quando a gente acha esse profissional a consulta a gente não pode pagar. Os sintomas das doenças são muito parecidos meniere, vppb,neurite vestibular todas elas tem os mesmos sintomas por isso a dificuldade de se achar diagnóstico. Eu sofri muito até um médico neurologista diagnosticar a minha tontura como de origem emocional, eu tenho muita ansiedade, mas também tenho meniere, já tive vppb e quando as crises de meniere vem começa todo o processo de tratamento p ansiedade, pois depois que a vertigem passa a tontura persiste e só alivia com ansiolíticos para ansiedade. Tenho muita dó de todo esse povo que está sofrendo, mas eu oriento que busquem informações para o problema de cada um, com informações a gente consegue se ajudar melhor. Boa sorte a todos.

    Responder
    • Comunicare

      Oi, tudo bem?
      Obrigado pelo Feedback!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

M

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

M

Localizando...

Unidade mais próxima

Agendar Teste Gratuito
M

Informe seus dados para iniciar seu atendimento.