FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

Preços dos aparelhos auditivos: entenda tudo

Existe muita dúvida em relação aos preços dos aparelhos auditivos. Especialmente porque são equipamentos complexos, que precisam ser ajustados corretamente por um fonoaudiólogo, e que a maioria das pessoas não conhece bem. Neste artigo vamos esclarecer quanto custa um aparelho auditivo, o que é exatamente esse dispositivo, quais são os tipos disponíveis no mercado, a durabilidade e os benefícios.  Continue a leitura para entender tudo sobre o assunto!

Na verdade, todo o aparelho auditivo atua para melhorar a audição ao usuário. E o que diferencia o preço de um em relação ao outro é o que a indústria  chama de o número de filtros que esses aparelhos possuem. Ou seja, quanto mais tecnologia envolvida e mais conforto ele propicia ao usuário. E o preço, como você pode imaginar, está atrelado a esse nível tecnológico.

Quanto custa um aparelho auditivo?

Primeiramente, é importante reforçar que a decisão por um aparelho auditivo deve passar por um teste prévio para verificar se a tecnologia resolve a demanda auditiva do usuário. Além disso, é preciso também considerar que cada empresa possui a sua própria prática comercial.
Mas de maneira geral, a faixa de preço de um aparelho auditivo básico é de R$ 3.500. Os aparelhos auditivos com mais recursos ficam em torno de R$ 15.000, e os aparelhos auditivos mais sofisticados podem chegar até R$ 30.000.

A Comunicare atua com duas Marcas Premium de aparelhos auditivos: a marca Signia e a marca Widex e sempre busca encaixar o que cabe no orçamento de cada usuário. Os meios de pagamento incluem descontos à vista e parcelamento estendido e, em média, a parcela de um aparelho auditivo na Comunicare parte de R$ 200.


Por que os aparelhos auditivos são tão caros?

Você sabe quanto custa uma espaçonave que vai até a lua? Não? Deve ser muito cara. E você sabia que o chip de um aparelho auditivo tem o mesmo poder de processamento de dados de algumas das atuais espaçonaves? Não é incrível que aparelhos tão pequenos carreguem tanta tecnologia dentro deles? É realmente impressionante!

Vamos então entender um pouco mais sobre a tecnologia que está envolvida, e que afeta diretamente o valor, pois quanto mais alto nível tecnológico, maior o preço do aparelho.

Todo aparelho auditivo é composto por microfone, amplificador e receptor. O conjunto desses três componentes tem a função de melhorar a amplificação sonora e entregar ao usuário os sons que antes não os escutava. Aqui é importante reforçar que todos os aparelhos auditivos ajudam a ouvir melhor, do mais básico ao mais sofisticado. A grande diferença está nos recursos que envolvem conforto e também a resolução de queixas muito específicas, que necessitam uma análise mais detalhada do ambiente pelo aparelho auditivo.

Muitas pessoas preferem um aparelho auditivo que não precise ajustar muito, trocar programas, alterar volume, que se adapte sozinho aos ambientes. E para tanto, ele precisa ser capaz de fazer análises dos ambientes acústicos e tomar decisões automaticamente, o que não é nada simples. Por isso, alguns modelos possuem inteligência mais avançada do que outros. E nesse sentido, também apresentam novidades tecnológicas para redução de ruído, conforto, conectividade sem fio e outras conveniências.

Além disso tudo, o processo de fabricação envolve muitas pesquisas realizadas pela indústria para melhorar o funcionamento destes dispositivos. Todos estes aspectos contribuem para que preço do aparelho auditivo varie.

Outro ponto determinante é o tipo escolhido.  Hoje em dia, existem desde aparelhos muito discretos, que ficam dentro do canal auditivo, até os maiozinhos, que ficam atrás da orelha, modelos que usam pilha e modelos recarregáveis. De maneira geral, os modelos recarregáveis tem o valor um pouco mais alto, justamente em razão da avançada tecnologia necessária para que estes dispositivos sejam livres de pilhas.

Gostou dessa matéria?

Assine nossa newsletter e receba matérias e novidades relacionadas diretamente no seu endereço de e-mail e também em seu WhatsApp.

 

Mas afinal, o que é aparelho auditivo?

O aparelho auditivo é um dispositivo tecnológico que melhora a capacidade auditiva e gera mais qualidade de vida ao usuário. Nos últimos anos, os aparelhos auditivos se tornaram ainda mais sofisticados, com mais inteligência, oferecendo maior conforto e interatividade para quem os utiliza.

 

A principal função do aparelho é a de amplificar os sons do ambiente para que eles possam ser ouvidos pelos pacientes que apresentam alguma perda auditiva. Em geral, eles são compostos por elementos com as seguintes funcionalidades:

 

  • Microfone: capta as vibrações sonoras e transforma-as em sinais elétricos;
  • Amplificador: potencializa a intensidade dos sinais do microfone;
  • Receptor: converte sinais elétricos do amplificador em sons audíveis;
  • Chip/Processador: trabalha os sinais eletrônicos e adapta-os para atender à necessidade individual de audição (programação prévia);
  • Bateria: fornece energia ao dispositivo;
  • Botão de programa/volume: altera os programas e volumes.

 

 

Também é importante esclarecer que o sistema auditivo é dividido em três partes: o ouvido externo, o médio e o interno. A causa da perda de audição se encontra em uma dessas regiões. A partir de um exame auditivo (audiometria) o diagnóstico audiológico é definido e o fonoaudiólogo identifica o modelo de aparelho mais apropriado para cada pessoa.

 

 

Tipos de aparelhos auditivos

A seleção do tipo de aparelho auditivo ideal é realizada de acordo com a necessidade de audição do usuário e não apenas por estética ou funcionalidades do aparelho. Dessa forma, é recomendável uma experiência prévia com o dispositivo antes de comprá-lo.

No processo de adaptação, é normal que as pessoas sintam alguns sinais de incômodo no início da utilização, como ouvir a própria voz diferente, sensação de ouvido tampado e apitos. Mas, com o tempo, esses desconfortos são superados. O fonoaudiólogo ajudará na escolha do modelo que proporcione maior conforto e atenda, da melhor forma, as necessidades auditivas do dia a dia do usuário.

Conheça, a seguir, os diferentes tipos de aparelhos auditivos:

·        Retroauricular (BTE): um dos mais utilizados, pois pode ser adaptado para a maioria das perdas auditivas. Ele fica posicionado atrás da orelha e transmite um som até próximo ao tímpano. Pode ser indicado para pessoas com perda auditiva leve a profunda.

·        Receptor-no-canal (RIC): são modernos aparelhos em miniatura. Com eles, o canal do ouvido não fica totalmente tampado e o som consegue ser escutado de forma natural. Esses modelos são oferecidos em diversos tamanhos, formatos e cores. São indicados para pessoas com perda auditiva leve a profunda.

  • Intracanal (ITC): nessa versão, o dispositivo é posicionado no canal auditivo, tem um controle de volume, é levemente visível e atende às necessidades para a perda auditiva leve, moderada ou severa.

·        Microcanal (CIC): esse tipo de aparelho é quase imperceptível e indicado para perdas auditivas leves a moderadas. Ele é apresentado nos tamanhos CIC e mini-CIC, entretanto, a sua utilização apresenta restrições para os pacientes com o canal auditivo muito estreito.

Outras soluções disponíveis:

·        Zumbido: especialmente projetado para aliviar o zumbido por meio de terapias e tem uma avançada tecnologia que proporciona a redução do ruído, foco automático na conversa e elevação da voz do interlocutor. Atualmente, todos os modelos de aparelhos auditivos da Signia e Widex, oferecem alívio do zumbido por geradores de sons estáticos ou modulados, que podem ou não ser ativados, de acordo com as necessidades individuais.

·        Audição unilateral: aparelhos com a tecnologia CROS. São pequenos e elegantes e permitem que a voz seja mais natural e que fique em equilíbrio com outros sons do ambiente. Oferecem melhor compreensão da fala em ambientes com muitos ruídos.

E quanto tempo dura o aparelho auditivo?

Não há uma resposta específica para essa pergunta. A durabilidade depende de alguns fatores como o tipo de aparelho auditivo, o estilo de vida e os cuidados adotados pelo usuário. Entretanto, o tempo médio gira em torno de quatro anos.

Também é relevante explicar que um dos motivos que podem contribuir para a necessidade de troca do aparelho é o aumento da perda auditiva. Nesses casos, o aparelho auditivo atual pode se mostrar insuficiente para atender a demanda do usuário e por isso é recomendada a substituição.

 

Benefícios dos aparelhos auditivos

Além da função principal, os aparelhos auditivos podem apresentar diferentes funcionalidades que proporcionam várias vantagens aos usuários. Confira as principais:

  • Sensor de movimento: permite que os sons sejam ouvidos com clareza mesmo quando a pessoa está se movimentando;
  • Inteligência artificial: permite que o usuário possa fazer alterações no ajuste do seu aparelho auditivo 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Possibilidade de atendimento remoto: já pensou ser atendido pelo seu fonoaudiólogo no conforto do seu lar? Agora isso é possível!
  • Tecnologia wireless: mantém os dispositivos do lado esquerdo e direito em harmonia;
  • Transmissão de música, sons da TV e ligações telefônicas diretamente para o aparelho;
  • Microfones direcionais: ajudam a pessoa a focar na conversação;
  • Conectividade: opção de controle por apps no smartphone;
  • Gerador de sons que aliviam o zumbido;
  • Proteção contra a umidade e a oxidação.

 

E os benefícios proporcionados pelos aparelhos auditivos comprovadamente na vida dos usuários são o aumento da qualidade de vida, maior autoconfiança (melhorando diretamente o estado emocional e psicológico da pessoa) e segurança (diminuindo riscos de quedas, assaltos e atropelamentos).

 

Este artigo foi esclarecedor? Você ou um familiar/amigo precisa de aparelho auditivo? Recomendamos experimentar essa tecnologia, agendando um teste agora mesmo. Assim, com base nessa vivência, a decisão poderá ser tomada de forma mais segura e assertiva.

 

Deixe também seu comentário sobre este artigo e continue acessando outros temas aqui no nosso blog.

7 Comentários
  • alba marina munari schlesinger

    Fui informada que o aparelho auditivo Mood 16 G5 é muito bom, verdade? Qual é o seu preço?

    28/01/2021 19:01
    reply
  • JORGE HENRIQUE RIBEIRO GALASSO

    Quero receber os preços de aparelhos audittivos e marcas

    03/02/2021 14:02
    reply
  • anacleto freire

    Gostei deste comentário

    12/02/2021 13:02
    reply
  • Luiz

    Bom dia mim chamo luiz
    Qria saber sobre esse pacelamento er so cartao de credito ou tem outro meios pra pacelamento?

    23/02/2021 10:02
    reply
Publicar um comentário
Name
E-mail
Website

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

No momento a Comunicare não conta com unidades de atendimento na sua região.

Navegue em nosso site e compre online pilhas e acessórios com entrega gratuita acima de R$ 199,00 em todo o Brasil.