saúde do idoso

Como a solidão influencia na saúde do idoso? Entenda!

A solidão na terceira idade é uma preocupação que precisa ser considerada por todos que têm algum parente em idade avançada e entre os amigos

Neste artigo, você adquirirá mais informações sobre como a solidão afeta a saúde na terceira idade e entenderá como evitar esse problema com simples atitudes. Continue a leitura!

Como é a vida social na terceira idade?

É normal que as relações sociais diminuam conforme o envelhecimento. Diferentemente da juventude, os idosos tendem a ter um ciclo de pessoas mais fechado, com as quais mantêm contato frequente.

A aposentadoria, geralmente, é a causa mais comum dessa reclusão, o que leva o idoso a ficar mais em casa, por exemplo. Longe do trabalho e de outras pessoas, a solidão entre os idosos é uma preocupação que merece atenção por parte de familiares e amigos.

Como a solidão afeta a saúde do idoso?

Ter uma vida social aos 60 anos reduz em 12% o risco de demência. Esse é um dos resultados da pesquisa publicada pela Plos Medicine, que também comprova uma melhor performance cognitiva entre idosos que mantêm um contato frequente com família e amigos.

Pessoas idosas são naturalmente mais propensas a ter patologias, como Alzheimer, demência, doença de Parkinson e problemas cardiovasculares. A sensação de solidão pode potencializar o desenvolvimento dessas doenças, além de estimular a ansiedade e, principalmente, a depressão.

Como evitar a solidão em idosos?

Existem muitas formas de estimular a convivência na terceira idade. Academias de dança e cursos de idiomas são bons exemplos. A dança melhora a sociabilidade e as competências motoras, enquanto a participação em cursos de idiomas é não apenas um estímulo intelectual, mas uma grande oportunidade de fazer amigos e sentir-se parte de um grupo.

Fazer visitas periódicas também é uma forma de demonstrar que o idoso é importante na vida de outras pessoas. Uma das causas da depressão é justamente a sensação de inutilidade, o que pode ser combatido simplesmente com alguns momentos de conversa. Isso faz o idoso se sentir querido e lembrado.

Outro jeito interessante de estimular a convivência entre os idosos é por meio da tecnologia. Um estudo demonstrou que 26% dos idosos combatem a solidão com as redes sociais, afinal, os meios digitais servem para encurtar distâncias e aproximar pessoas.

Você pode ensinar os idosos do seu ciclo familiar a utilizar o WhatsApp e o YouTube, por exemplo. As chamadas de voz e de vídeo são gratuitas e podem fazer o idoso se sentir próximo daqueles que o amam, enquanto o YouTube abre um leque de oportunidades de se divertir e, quem sabe, de compartilhar experiências com milhares de pessoas com os próprios vídeos.

A solidão faz mal à saúde do idoso, mas pode ser evitada. Cabe aos familiares e às pessoas próximas aos idosos a tarefa de demonstrar empatia e disposição, a fim de fortalecer o sentimento de pertencimento e evitar que eles tenham problemas de saúde, como a depressão e a ansiedade.

Gostou das dicas? Para ficar em dia com as nossas novidades, siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, no YouTube, no Instagram e no LinkedIn.

Sem comentários
Publicar um comentário
Name
E-mail
Website