FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

FALTAM R$ 199 PARA O FRETE GRÁTIS

como tratar zumbido no ouvido

Como tratar zumbido no ouvido: entenda os procedimentos corretos

O zumbido (ou tinnitus) é um sintoma no qual o paciente tem a sensação de percepção de um som no ouvido sem haver uma fonte física ou causa externa identificável (Goodhill, 1950)

Segundo estudo, esse incômodo interfere na qualidade de vida, atingindo 15% da população mundial, sendo importante saber como tratar o zumbido no ouvido.

Os pacientes se referem ao problema identificando-o de diversas formas, como um som irritante, semelhante a um apito agudo, chiado, abelha ou quando termina a programação de um canal de TV..

Neste artigo, vamos comentar sobre as principais características do zumbido, os diferentes tipos de tratamentos, bem como a importância em procurar profissionais qualificados. Continue lendo para saber mais!

Quais são as causas?

Há mais de 200 causas associadas ao zumbido. Por isso, muitas vezes, o diagnóstico é feito por exclusão. Os sintomas podem surgir como consequência de um processo de perda auditiva não tratada, de disfunções orgânicas ou de hábitos alimentares incorretos.

Nos casos de perda auditiva, para tentar compensar o déficit auditivo, as partes ainda intactas do ouvido começam a trabalhar em dobro, o sistema excitatório fica hiperativo e não para de mandar informação elétrica para o cérebro, resultando assim na sensação do zumbido.

Outra causa muito comum é a exposição constante e prolongada a ruídos intensos, como ocorre em ambientes de trabalho que exijam o uso de equipamento de proteção individual como protetores auriculares, muitas vezes, não utilizados. Além disso, o uso abusivo de fones de ouvido em alto volume também pode provocar o zumbido.

Fatores de risco

Além da perda auditiva e da exposição a sons muito altos, o problema pode surgir por diversos fatores de risco, como:

  • abuso de bebidas alcoólicas;
  • colesterol elevado;
  • consumo excessivo de açúcar, sal e cafeína;
  • desvios na coluna cervical;
  • diabetes;
  • envelhecimento natural do sistema auditivo;
  • estresse;
  • excesso de cera no ouvido;
  • hipertensão;
  • infecções no ouvido;
  • ototoxidade provocada por alguns medicamentos;
  • problemas na articulação da mandíbula;
  • tabagismo;

 Quais são os sintomas?
O zumbido causa incômodos que podem provocar redução da capacidade auditiva, suor frio, tontura, enjoo, estresse e afetar a concentração, o sono e até o equilíbrio emocional, interferindo no convívio social e familiar.

Qual a importância do diagnóstico profissional?

Por se tratar de um distúrbio multifatorial, é imprescindível consultar um otorrinolaringologista para uma correta avaliação e diagnóstico, que, normalmente, iniciam-se com o exame de audiometria, visando à medição do nível de audição.

Também é solicitado exames de sangue para averiguar possíveis fatores ligados ao zumbido como: diabetes, colesterol alto e/ou síndrome metabólica. A partir dessas análises, o tratamento é direcionado.

É importante haver uma avaliação cuidadosa para descartar problemas mais sérios, como tumores no sistema auditivo. Embora raros, eles podem inicialmente se manifestar apenas por zumbidos.

O diagnóstico profissional é fundamental também para avaliar os impactos que o incômodo traz para a vida do indivíduo, ajudando o paciente a enfrentar o problema, já que a depressão e a ansiedade se associam frequentemente ao zumbido, potencializando a sua percepção.

Como tratar zumbido no ouvido?

A abordagem é individualizada e depende essencialmente da causa original do distúrbio. Quando o zumbido é provocado por doenças agudas, como as otites e a obstrução do canal auditivo por cerume, ele pode desaparecer naturalmente em poucos dias, após tratada a causa.

Nos casos de doenças mais graves, o tratamento é direcionado com base na origem do problema. Assim, para as perdas auditivas, dependendo do grau, o uso de aparelhos auditivos pode reduzir ou até eliminar a percepção do zumbido, pois, quando a audição melhora, a percepção dos sons desconfortáveis diminui.

Gostou dessa matéria?

Assine nossa newsletter e receba matérias e novidades relacionadas diretamente no seu endereço de e-mail e também em seu WhatsApp.

As modificações na dieta e no estilo de vida, com a prática de exercícios físicos e o controle de doenças — como colesterol, hipertensão e diabetes —, também são partes integrantes do tratamento.

Há também o tratamento com terapias diversificadas, como as que vamos comentar a seguir.

Acupuntura

Segundo estudos publicados no Brazilian Journal of Othorhinolaryngology, a acupuntura chinesa associada à eletroacupuntura bilateral obteve, como resultados, uma melhora rápida e significativa do zumbido, reduzindo o seu nível de intensidade e melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

 Aparelhos auditivos

O uso do aparelho auditivo pode proporcionar vários benefícios e soluções para o zumbido, como a redução da fadiga e do estresse, gerados pelo esforço para escutar. A efetividade do tratamento com os aparelhos auditivos acontece por meio da melhora da percepção auditiva que faz com que o ruído incômodo do zumbido seja mascarado pelos sons novos recebidos pelo usuário, levando assim ao conforto, diminuição da percepção e reação do paciente frente ao zumbido.

O avanço da tecnologia aplicada aos equipamentos auditivos permite programações específicas para o zumbido, mesmo em pacientes que não apresentam perda auditiva.

Alguns possuem geradores de som que por meio de sons estáticos e modulados (ocean waves), complementados com a Terapia Notch, tem a capacidade de reduzir os efeitos do zumbido e, até mesmo, fazer com que o paciente deixe de percebê-lo completamente.

 Tinnitus Retraining Therapy (TRT)

As terapias para o zumbido proporcionam menos estresse e mais tranquilidade. Uma delas, muito difundida, é a Tinnitus Retraining Therapy (TRT). Ela se fundamenta na plasticidade cerebral, fazendo com que o cérebro se habitue ao som até o ponto em que ele não é mais notado.

 É possível prevenir o zumbido?

Embora nem sempre seja possível prevenir, alguns cuidados essenciais podem ajudar na preservação da audição, impedindo o surgimento do zumbido por danos ao sistema auditivo. Nesse sentido, é importante evitar a utilização de fones de ouvido por mais de duas horas consecutivas, não ultrapassando o volume médio indicado no equipamento eletrônico.

Caso seja necessário se expor a volumes acima de 90 decibéis, utilize protetores auriculares. Como parâmetro, podemos exemplificar o nível de ruído emitido em um show de rock, que, em média, é de 110 decibéis. Na decolagem de um avião, chega a 130dB (escutado do lado de fora da aeronave).

Em geral, ao adotarem um estilo de vida saudável, as pessoas também conseguem uma proteção contra o zumbido. Para tanto, é fundamental ficar longe do cigarro e do excesso de bebidas alcoólicas, além de manter uma alimentação natural e fazer atividades físicas.

Como vimos, é muito importante saber como tratar zumbido no ouvido, tendo em vista que esse incômodo interfere diretamente na qualidade de vida. O primeiro passo deve ser a busca por ajuda profissional, consultando-se com um otorrinolaringologista para o diagnóstico e o tratamento correto.

Este artigo foi útil para saber sobre o tratamento do zumbido no ouvido? Então, assine a newsletter para ficar atualizado com os conteúdos do blog da Comunicare — uma rica e excelente fonte de informações sobre deficiências auditivas e recuperação da audição!

46 Comentários
  • jose waldemir

    Estou com ouvidos entupidos,resecamento na boca e nariz entupidos qual sera a soluçao, ou que sera issoo

    12/03/2020 16:03
    reply
  • Paulo Sergio Junqueira

    Tenho zumbido a 04 anos, e incomoda demais, é 24 horas por dias, um chiado, um grilo no ouvido.
    Quero vê se tem um aparelho que ameniza o efeito do zumbido.
    Se alguém conhece um aparelho que amenize o som do zumbido, eu agradeço.
    Tem dia que esta tão alto, que tenho que aumentar o volume da TV para ouvir.
    Se tiver algum remédio que alivie o som do zumbido.

    18/04/2020 19:04
    reply
  • José luiz silva

    Tenho zumbidos ja um ano esta me atrapalhando bastante que posso gazer?

    08/05/2020 22:05
    reply
  • Damiana Silva

    Tenho zumbido nos ouvidos , também já fiz duas cirurgias do tipano e sofre com muito zumbido.

    15/05/2020 12:05
    reply
  • Luiz Gonzaga Vaz Junior

    algumas observações nem sempre são verdadeiras que vocês fizeram Durante 30 dias diminuí açúcar parei c café , diminuí carboidratos também ..e nada adiantou no quesito de diminuir o zumbido n ouvido ..
    Mas agradeço a matéria ..
    Boa tarde !

    02/06/2020 16:06
    reply
  • Cida

    Tenho a mais de 10 anos zumbido . .E horrível esse barulho constante, nao para nunca. Nós dois ouvidos. procurei especialista fiz todos os exames e limpeza. Mandou tomar ginko biloba por 3 meses. Nao mudou nada.

    03/06/2020 23:06
    reply
  • carlos henrique santos martins

    tenho zumbido no ouvido desde os 23 anos, decorrente de exercício de tiro sem protetor. Hoje, aos 62 anos, em tempos de isolamento, observo que o chiado tem ficado mais intenso e me provoca sensação de extremo cansaço e irritabilidade. Gostaria de saber se há formas de amenizar esses sintomas sem uso de aparelho

    20/06/2020 11:06
    reply
  • JANETE DA CONCEICAO ALMEIDA PICOLI

    FOI MUITO IMPORTANTE LER ESSE CONTEÚDO PARA ME ESCLARECER SOBRE O QUE SINTO NOS OUVIDOS QUE ESTÁ ATINGINDO UM NÍVEL MUITO DIFÍCIL DE CONVIVER. VOU PROCURAR AJUDA URGENTE. NÃO CONSIGO MAIS NEM DORMIR PROFUNDAMENTE TAL É O BARULHO , O ZUMBIDO QUE ESCUTO . MUITO DIFÍCIL.

    26/06/2020 21:06
    reply
  • Kawane

    Olá tenho 17 anos, estou com os dentes siso nascendo, desde que começou nascer tenho zumbido nos ouvidos que vem dando sensibilidade auditiva, dificuldade em abrir a boca e dores no pescoço e estalos na mandíbula, gostaria de saber se os sisos podem ter causado problemas na ATM e provocaram esse zumbido, por favor me ajude!

    29/06/2020 19:06
    reply
  • Kawane Alencar

    Olá tenho 17 anos, estou com meus dentes sisos nascendo, e desde que começaram nascer tenho zumbido nos ouvidos e estou com sensibilidade auditiva, estalos na mandíbula, dores no pescoço e mal consigo abrir a boca, teria alguma relação o siso ter provocado uma ATM que gerou o zumbido?

    29/06/2020 20:06
    reply
  • Gleide

    Eu só tô com zumbido no direito,é a noite,tenho 60 anos,

    05/07/2020 11:07
    reply
  • Rosa Maria Silva Brandão

    Zumbido pode ser, estresse colesterol, mal hábito alimentar entre outros, a ciência tá atrasada, não tem cura pra zumbido ou não que tem curar, não tem cura pras doenças hipertensão, diabetes, câncer alguns sim são curados outros não, afinal estamos nas mãos de médicos incompetentes, um simples zumbido e otorrino nenhum cura, é pra acabar

    11/07/2020 17:07
    reply
  • Willy Alberto cesari aguila

    Olá meu nome e willy tenho estou com este zumbido o tempo todo 24 horas insuportável .

    15/07/2020 05:07
    reply
  • Amelia

    Tem profissional em São Luís Maranhão?

    19/07/2020 10:07
    reply
  • alves

    o ruído maior vem no silêncio da noite, claro, mais perceptível.
    parece um motor ligado, continuadamente. horrível.

    04/08/2020 04:08
    reply
  • NOEME CORREA SIDRIM

    Boa noite.. apresentei zumbido aproximadamente 2 anos.. e fui em vários otorrinos fiz exames e detectou perda auditiva.. o médico falou que tenho que conviver com isso.
    Sinto meu ouvido como se tivesse entupido , zumbido 24h e cada dia esta aumentando. Tenho tonturas, enjoos de vez em quando, e dores enviadas na cabeça.. pergunto?? Hérnias cervical pode causar esses zumbidos? Sinto dores na articulação da mandíbula isso pode tb ter ligação com o zumbido.?? Faço atividades físicas, exames normal. Vcs podem me ajudar?? Grata Noeme sidrim

    20/08/2020 18:08
    reply
  • Guilherme

    Comecei a ter zumbido no ouvido quando eu estava usando fones de ouvido, também sinto algumas dores quando eu abro a minha boca e também estou tendo muita falta de atenção, tem algo a ver com isso?

    23/08/2020 06:08
    reply
  • Norberto Batista Pontes

    Boa tarde, meu problema é igual e um pouco diferente das causas do zumbido. Quando minha filha do meio(tenho3 filhas) tinha 4 anos e a mais velha quase 6, fui brincar com elas e quando segurei a mais velha, a do meio
    pegou um pente desse de cabo fininho que vendia muito antigamente e enfiou no meu ouvido, na hora do ocorrido,
    parecia que algo tinha estourado, ficou um barulho forte e após isso me dirigi ao hospital de otorrino na Vila Mariana. Porém, o médico constatou que não havia sido perfurado o tímpano, fiz audiometria por umas duas vezes,
    e só que eu ouvia era: não tem lesão aparente no seu ouvido, não sabemos o que fazer para solucionar o zumbido que se fixou após isso. Pois bem, passados 24 anos estou eu aqui convivendo diariamente com esse barulho que antes até era menor um pouco, hoje tenho 55 anos e convivo com isso que às vezes o barulho dependendo de meu estado emocional, aumenta. Existe cura para isso?
    Obrigado se puderem dar uma orientação.

    25/08/2020 17:08
    reply
  • Ammado

    Ola, gostaria de uma ajuda.

    Tentei limpar o ouvido com cotonetes e iniciou o zumbido de repente, e não para de tocar. Ja vai a caminho de 1 semana… O que fazer?

    27/08/2020 23:08
    reply
  • Ronilde soares

    Estou com zumbido desde março 2020.
    Tem cura?

    23/09/2020 15:09
    reply
  • Clodonisio LucioCosta

    Olá, boa noite.
    Meu nome é: CLODONISIO LUCIO COSTA, resido na cidade de Araguari-MG, tenho praticamente 78 anos de idade.
    No dia l6 de março de 2020 acordei com um pouco náuseas e, dois dias depois, surgiu um zumbido no meu ouvido, cujo som se assemelha ao de uma panela de pressão. Fiz duas audiometrias e, também uma Ressonância Magnética, porem, sem nada ser constatado. Normalmente, toda semana de um a dois dias o zumbido desaparece e reaparece. O médico me receitou, e estou usando, Labirim 24 e Nootropil 800 mg. O fato de o zumbido se apresentar de modo recorrente é normal?
    Antecipo agradecimentos pelas atenções dispensadas.

    07/10/2020 18:10
    reply
  • renato soares

    perda auditiva e zumbido

    20/10/2020 03:10
    reply
  • Edson de Souza

    Comecei a escutar um zumbido após realizar um exame do cérebro por contrastes. No em dezembro de 2020. O que poderia fazer para melhorar?

    03/01/2021 01:01
    reply
Publicar um comentário
Name
E-mail
Website

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

No momento a Comunicare não conta com unidades de atendimento na sua região.

Navegue em nosso site e compre online pilhas e acessórios com entrega gratuita acima de R$ 199,00 em todo o Brasil.