Preciso de aparelho auditivo?

No Brasil, mais de 10 milhões de pessoas sofrem com algum nível de perda auditiva. Embora haja um tabu em torno desse assunto, ter alguma questão de audição é mais comum do que se imagina.

Apesar da quantidade elevada, as pessoas que têm a saúde auditiva comprometida de alguma maneira podem ter uma boa qualidade de vida. Para tanto, é importante receber o diagnóstico o quanto antes e escolher bons aparelhos auditivos.

Neste cenário, uma dúvida rotineira surge: como saber se é necessário utilizar aparelhos auditivos? Se você também tem esse questionamento, aproveite este post para saber tudo sobre esse assunto. Acompanhe.

Esteja atento aos sintomas

A primeira ação para você descobrir se é necessário utilizar aparelhos auditivos é estar atento aos sintomas. Frequentemente, o corpo dá sinais de que algo não está bem. Sendo assim, é preciso prestar atenção e, principalmente, não deixar esses avisos passarem em branco. Confira a seguir alguns sintomas de perda auditiva leve e moderada:

Dificuldade para se comunicar em locais barulhentos

Um dos sintomas clássicos que pode indicar a necessidade de aparelho auditivo é a dificuldade de ouvir em lugares ruidosos, como restaurantes e festas. Quando temos sons ao fundo, as pessoas que sofrem com perda auditiva tendem a não ouvir direito e frequentemente pedem para que os outros repitam o que disseram.

Necessidade constante de leitura labial

Outro sintoma, que normalmente é decorrente do anterior, é a necessidade de leitura labial constante. Como as pessoas com perda de audição tem dificuldade de ouvir em certos cenários, elas começam a realizar a leitura labial para conseguir acompanhar as rodas de conversas

Sensação de zumbido nos ouvidos

O zumbido acontece quando a pessoa ouve um som  mesmo sem a presença de uma fonte sonora externa ,trazendo um grande desconforto. Apesar de não ser causa de perda auditiva, quando ele surge é sinal que algo relacionado a essa função do nosso corpo está comprometida. A boa notícia é que já existem aparelhos que tratam o zumbido.

Hipersensibilidade relacionada a sons

É relativamente comum que pessoas que sofrem com algum tipo de surdez, e necessitam de aparelhos auditivos, tenham hipersensibilidade a sons. Nesse caso, mesmo que os sons não sejam tão altos, é possível que elas se sintam incomodadas e reclamem. Quando isso acontece, deve-se acender o sinal de alerta.

Dificuldade para ouvir aparelhos eletrônicos

Outra característica comum da perda auditiva é a dificuldade para ouvir sons provenientes de aparelhos eletrônicos. A partir disso, a primeira ação tende a ser aumentar o volume para facilitar a escuta.

Isolamento e depressão

Por fim, o último sintoma que indica a necessidade de aparelhos auditivos é o isolamento e a depressão. Frequentemente, eles se desenvolvem devido à dificuldade de comunicação e a não aceitação da nova condição.

Apesar disso, é importante ressaltar que as dificuldades podem ser amenizadas com o uso do aparelho auditivo. Por isso, é muito importante procurar ajuda.

Consulte um especialista

Exame auditivo

As dificuldades que podem levar aos últimos sintomas de surdez, o isolamento e a depressão, podem ser amenizadas com o uso de aparelhos auditivos. Por isso, é muito importante procurar ajuda assim que os primeiros sinais da perda auditiva surgirem.

Na Comunicare temos fonoaudiólogos especialistas no assunto, que avaliam e indicam qual é o melhor tipo de aparelho auditivo para cada caso. Além disso, também é possível testar os aparelhos antes de adquiri-los, trazendo maior conforto e segurança na compra.

A partir da avaliação dos fonoaudiólogos, é feito um planejamento para tratar o problema por meio de aparelhos auditivos, chegando a uma reabilitação adequada.

Conheça a evolução dos aparelhos auditivos

Aparelhos auditivos

Se você apresenta algum dos sintomas que indicam a necessidade de usar aparelhos auditivos e está buscando mais informações sobre os dispositivos, este tópico vai ajudá-lo. Veja a seguir a evolução dessa tecnologia:

  • Século XVII: aparelhos feitos em formato de trombetas;
  • Início do Século XX: aparelhos elétricos, feitos com transmissor de carbono;
  • 1950: criação de transistores, permitindo ativação da função ligar e desligar, economizando bateria e diminuindo o tamanho dos aparelhos;
  • 1960: criação do modelo retroauricular (BTE), acoplado por trás da orelha.
  • Atualmente: aparelhos auditivos inteligentes, personalizados, com design discreto e controlados por meio de aplicativos.

Como vimos, para saber se a pessoa precisa usar aparelhos auditivos, é preciso conhecer os sintomas e os sinais que nos mostram que há algo errado com o sistema de audição.

A partir disso, se faz necessário agendar uma consulta para definir qual será o plano de ação para tratar a perda auditiva. Normalmente, ele envolve o uso de aparelhos auditivos, como os da Signia e da Widex. Essas empresas líderes no mercado oferecem aparelhos de última geração, capazes de oferecer um som claro e uma experiência única.

Agora que você já aprendeu a identificar quando é necessário usar aparelhos auditivos, que tal agendar uma consulta para verificar a sua audição? Entre em contato com a Comunicare e teste aparelhos gratuitamente.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

M

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

M

Localizando...

Unidade mais próxima

Agendar Teste Gratuito