Blog: Cera no ouvido

O cerume, também conhecido como cerúmen ou cera no ouvido, costuma incomodar quem o tem em excesso. Nesses casos, é comum o hábito de passar o cotonete com o intuito de retirar a cera. Mas será que essa ação é correta? Será que o excesso de cera é realmente prejudicial?

No nosso artigo de hoje vamos falar um pouco sobre esse assunto. Continue acompanhando e descubra a real importância da cera para os ouvidos e como utilizar corretamente as hastes flexíveis.

O que é e como se forma a cera nos ouvidos?

O cerume é uma substância produzida pelo próprio organismo na parte externa do sistema auditivo, mais precisamente entre o tímpano e a orelha. As glândulas presentes nessa região, conhecidas como ceruminosas e sebáceas, são as encarregadas de fabricar sebo e gordura. Quando essas substâncias se juntam a outras presentes na região, como a própria sujeira, temos a formação da cera no ouvido.

Qual é a importância da cera para os ouvidos?

Apesar de muitas pessoas considerarem anti-higiênico a cera no ouvido, essa substância desempenha funções importantes de segurança para o nosso organismo. A primeira delas é funcionar como uma barreira de proteção, para impedir que microrganismos indesejados adentrem o canal auditivo. Caso isso ocorra, há grandes riscos de desenvolvimento de infecções, como a otite.

Além dessa função, a cera também é responsável por inibir a proliferação de fungos, prender a poeira, as bactérias e impedir que água e insetos consigam penetrar no canal de audição.

O excesso de cera é prejudicial?

Agora que você já sabe o que é, como se forma e qual a importância do cerume para os ouvidos, chegou o momento de entender se o excesso de cera pode ser prejudicial para a saúde.

Embora o cerume seja necessário para proteger o canal auditivo, quando há um excesso dele é possível que ele seja prejudicial à saúde. Normalmente, essa situação passa despercebida pelas pessoas e não apresenta riscos.

Contudo, em alguns casos ela pode levar ao surgimento de sintomas desconfortáveis. Alguns exemplos são perda de audição, coceira, ouvido tapado, sensação de zumbido, otites, dores, etc. Se alguma dessas reações acontecer, é indicado procurar atendimento médico para que a situação possa ser avaliada e, caso necessário, a cera seja retirada da forma correta.

Como realizar a limpeza dos ouvidos corretamente?

Como vimos, a utilização da haste flexível dentro da orelha pode acarretar em problemas auditivos decorrentes do acúmulo de cera no ouvido que é “empurrada” para dentro do canal auditivo pelo cotonete. Além disso, pode haver a perfuração do tímpano.

Para evitar que isso aconteça, o ouvido deve ser limpo apenas em sua parte externa, ou seja, nos lugares em que conseguimos enxergar. Não é recomendado introduzir o cotonete dentro do canal auditivo.

Uma forma interessante de manter a higiene do local é utilizar as pontas de toalhas para secar e retirar a cera no ouvido ou qualquer substância que esteja na parte mais de fora. Aquelas pessoas que têm acúmulo de cera necessitam consultar o médico para que ele faça a remoção de forma segura.

O ouvido é uma parte importante do corpo humano. Ele é responsável pela audição. Quando esse sentido fica prejudicado, a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas são afetados. Apesar da relevância, essa parte do corpo também é muito delicada.

Portanto, é importante cuidar com carinho dos ouvidos, realizando avaliações da audição, evitando o uso interno dos cotonetes e ficando atento a qualquer sinal de excesso de cera ou de que algo possa não estar bem.

Você gostou de aprender um pouco mais sobre a cera no ouvido? Caso tenha ficado qualquer dúvida em relação ao tema ou caso queira saber algo sobre saúde auditiva, deixe um comentário no post e converse conosco! Estamos aqui para ajudar.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

M

Onde você está?

Dessa forma você terá acesso aos produtos e serviços da sua região.

M

Localizando...

Unidade mais próxima

Agendar Teste Gratuito